segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A PRESENÇA VIVA DO ADORADOR

1 Reis 17 : 22 - 24
"O Senhor ouviu a voz de Elias, e a vida do menino tornou a entrar nele, ele reviveu. E Elias tomou o menino, trouxe-o do quarto a casa, e o entregou a mãe; e disse a Elias: Vês aí teu filho vive. Então a mulher disse a Elias: Agora sei que tu és homem de Deus, e que as palavras do Senhor na tua boca é verdade" (1 Rs 17:22 - 24)



"E aconteceu que um dia , passando Eliseu em Suném, lá havia uma mulher rica;esta lhe constrangeu para comer pão. Sempre que passava por ali, parava lá para comer pão. E disse ao seu marido: Veja que este homem que sempre passa por nossa casa é um santo homem de Deus" (2 Rs 4 : 8, 9)



Eliseu foi discípulo de Elias, mas, vê-se uma notável diferença na vida desses dois homens, A Presença de Deus. A Viúva de Serepta conviveu durante um certo tempo com o profeta Elias. Ela tinha recebido uma ordem de Deus (1 Rs 17:9), porém , não tinha a convicção de que ele fosse um homem de Deus, somente depois Elias intercedeu por seu filho morto e que ela teve essa convicção. Agora vejamos a vida de Eliseu, a Mulher Sunamita o convidou para estar em sua casa, pois viu que Eliseu era um homem de Deus, sem mesmo conhecê-lo de verdade.



Por que essa diferença tão marcante entre esses dois profetas de Deus? E mais entre discípulo e discipulador? Elias era sem dúvida um homem de Deus, mas precisou de um milagre para ser reconhecido como profeta do Senhor. Enquanto que em Eliseu as pessoas viam, sentiam A Presença de Deus, em sua vida sem intermédios de milagres.



Você adorador precisa de milagres para ser reconhecido como homem de Deus?



Você precisa cantar, tocar ou dançar para que as pessoas vejam A Presença de Deus na sua vida?.



Elias viu o poder de Deus, durante três anos foi alimentado pelo Senhor, num período que houve seca e fome em Israel, tudo por causa da infidelidade do povo. E ao final destes três anos Elias foi enviado pelo Senhor para destruir os profetas de Baal e abrir os olhos do povo eleito, e ele o fez. Depois disso Jezabel mulher de Acabe, rei de Israel, quis matá-lo por saber o que esse homem havia feito. Elias juntamente com o povo de Israel, destruiu todas suas imagens, altares e deuses que ela havia trazido de sua terra, mas quando Elias soube que Jezabel queria matá-lo temeu (I Rs 19:1-2). Ele conhecia o Senhor, o seu poder, pois teve um convívio próximo com o Senhor, mesmo assim temeu uma mulher, e chegou a se esconder (I Rs 19: 11- 13).



Então Eliseu foi ungido por Elias, para ser profeta em seu lugar, pois o Senhor havia determinado assim. Seu ultimo pedido a Elias, seu discipulador, foi, porção dobrada do espírito de Elias, ou seja, o dobro de Unção, ousadia, coragem, força, da Presença de Deus em sua vida. Ele rejeitou as falhas de Elias e assimilou o melhor da vida com Deus de seu discipulador. Por isso a mulher Sunamita percebeu que ele era um homem de Deus.



Você já pensou porque dessa mulher o querer por perto? É simples ela queria a Presença de Deus em sua vida, queria ser uma adoradora, mas era preciso que alguém a discipulasse. As pessoas querem estar próximas de homens e mulheres de Deus, pois querem desfrutar desse privilégio, de adorar o Senhor, de estar na Presença de Deus.



Pessoas se aproximam de você, adorador, por causa da Presença de Deus?.



Você quer porção dobrada de Presença de Deus na sua vida?



Verdadeiros adoradores não precisam tocar ou cantar muito bem, precisam da Presença de Deus em suas vidas. Devem ser conhecidos primeiramente como discípulos de Jesus, é Ele quem dá toda autoridade para tocar, cantar, dançar, profetizar, curar, expulsar demônios (Lc 10 : 19), até mesmo de ressuscitar mortos, seus discípulos curavam declarando (At 3 : 1 - 8) o nome de Jesus (Jo 16:24). O adorador pode ressuscitar mortos através de sua adoração. Elias ressuscitou o filho da Viuva de Serepta, Eliseu ressuscitou o filho da mulher Sunamita, o adorador deve ressuscitar aqueles que estão mortos pelo pecado, curar, ..., ser um instrumento nas mãos do Senhor, ser manipulado segundo a vontade dEle

Tânia Soares da Costa

Nenhum comentário: